Aviso: na biblioteca de Jacinto não se aplicará o novo Acordo Ortográfico.

05 janeiro 2007

Depois dos Reis

Depois dos Reis vou começar a publicar aqui uma série de reflexões sobre o referendo à despenalização da interrupção voluntária da gravidez. Procurarei ser isenta e imparcial. No fundo, procurarei ser intelectualmente honesta. Sei que não sou dona da verdade, mas tenho uma opinião formada àcerca do assunto e irei votar. A minha opinião resultou de uma reflexão profunda e depois de ponderar vários aspectos. Rejeito aquilo a que um amigo meu designa por "achismo". Num assunto tão grave não podemos limitar-nos a "achar", assim como quem acha que o Porto vai ganhar o campeonato ou que a Lili Caneças está melhor agora que antes da última operação plástica. "Achar" e "ter opinião" não são a mesma coisa. Achar resulta de um impulso, de uma percepção, de uma impressão, contém uma forte dose de intuição. Ter opinião implica reflectir, informar-se junto de quem sabe mais do que nós, pesquisar e ponderar os vários factores em causa. Eu tenho opinião. Certa ou errada? Não creio que isso exista. A minha opinião é compatível com a reflexão que fiz e é coerente com os meus valores e com o meu modelo de sociedade. É coerente com o que desejo para os filhos que ainda espero ter.
Não revelarei de imediato a conclusão das minhas reflexões. Limitar-me-ei a apresentá-las, ao longo de alguns dias, e, quem se der ao trabalho de as ler, poderá avaliar da sua pertinência, da sua lógica e da sua coerência. Poderá confrontá-las com as suas próprias reflexões (se as fez) ou poderá - quem sabe? - aproveitar agora para reflectir.
Os comentários são livres, como sempre, na Biblioteca de Jacinto. Aqui não há censura. A liberdade de exprimir opiniões é total. Na Biblioteca de Jacinto só não há lugar para linguagem imprópria e para ataques pessoais, sejam quem forem os visados.
Mais tarde, revelarei se voto Sim ou Não. Se, até lá, eu conseguir que os visitantes da Biblioteca de Jacinto não consigam adivinhar o meu sentido de voto, terei conseguido o que pretendo: uma reflexão imparcial, isenta e intelectualmente honesta.

2 comentários:

João Luis disse...

Fico a espera sequioso de tal escrita.

Professor disse...

Este assunto também me interessa muito. Embora já tenha opinião formada há muitos anos, acho que um bebate raramente está encerrado... Novas abordagens são sempre úteis e estou disponível para as debater honestamente.
Um abraço